segunda-feira, junho 12, 2006

PROCISSÃO

ILUSTRAÇÃO PARA A CANÇÃO PROCISSÃO DE GILBERTO GIL. ACRÍLICO SOBRE RETALHOS DE TALA COLADOS EM EUCATEX. GABRIEL FERREIRA. 2005.

Olha lá vai passando a procissão
Se arrastando que nem cobra pelo chão
As pessoas que nela vão passando
Acreditam nas coisas lá do céu
As mulheres cantando tiram versos
Os homens escutando tiram o chapéu
Eles vivem penando aqui na terra
Esperando o que Jesus prometeu
E Jesus prometeu vida melhor
Pra quem vive nesse mundo sem amor
Só depois de entregar o corpo ao chão
Só depois de morrer neste sertão
Eu também tô do lado de Jesus
ó que acho que ele se esqueceu
De dizer que na terra a gente tem
De arranjar um jeitinho pra viver
Muita gente se arvora a ser Deus
E promete tanta coisa pro sertão
Que vai dar um vestido pra Maria
E promete um roçado pro João
Entra ano, sai ano, e nada vem
Meu sertão continua ao deus-dará
Mas se existe Jesus no firmamento
Cá na terra isto tem que se acabar

3 Comments:

Blogger Roberto Martins said...

Toda vez que vejo uma procissão essa canção me vem à mente. É a tradução poética de Gil de um momento sublime para aquelas pessoas. Homens e mulheres simples. De roupas e gestos humildes. Gente que pode perder tudo, mas ainda assim, não perde a fé. A provocação implícita do autor nos dois últimos versos, trás uma inquietação. Na imagem de Gabriel, veja essa dúvida se refletir. A procissão lá de trás, meio circundada, focalizada, incerta...

Parabéns pela escolha do tema.

segunda-feira, junho 12, 2006 9:55:00 PM  
Blogger Gabriel Ferreira said...

Roberto Ró Martins, iraraense até sob tortura!!! Obrigado pelo comentário, pela valorização das raízes plantadas em esperanças sertanejas.
O cortejo religioso materializado em procissões é o manisfesto do povo humilde, que, acredita em Deus acima de tudo, que acredita numa redenção pela fé fervorosa, que se mistura ao solo arenoso, para germinar paixões. Salve, salve!!!

terça-feira, junho 13, 2006 8:27:00 AM  
Anonymous Anônimo said...

gabriel fiquei realmente extasiado ao ingressar em seu universo poético,as imagens que vc traz a tona são retrato fiel da autenticidade sertaneja,dos sentimentos nobres que sentimos ao pisar a terra e queimar-se ao sol dessa vasta bahia.
iêa irmão vida longa a vc e sua arte.
sapoti

sexta-feira, abril 11, 2008 11:14:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home